Vita Hábil - Soluções em Reabilitação

Artigo
A+ A-

05/01/2012

TECNOLOGIA ASSISTIVA PARA AS ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA NA TETRAPLEGIA

TECNOLOGIA ASSISTIVA PARA AS ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA NA TETRAPLEGIA COMPLETA C6 PÓS-LESÃO MEDULAR

RESUMO: A partir de um relato de caso tem-se por objetivo apresentar o efeito da tecnologia assistiva na independência p ara Atividades de Vida Diária-AVDs, pós lesão da medula espinal. São apresentadas as adaptações e órteses prescritas e confeccionadas para uma paciente com tetraplegia C6 (ASIA A), ao longo de sete meses de reabilitação em terapia ocupacional hospitalar. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi a Medida de Independência Funcional-MIF. Embora a classificação de dependência modificada não tenha sido alterada, os resultados mensurados em valores quantitativos no escore total da MIF aumentaram de 50 para 64 e permitem discutir a melhora na independência para os itens de alimentação e autocuidado, a partir do treino com adaptações. As AVDs instrumentais: uso do computador, leitura e escrita também foram promovidas com o uso de tecnologia assistiva. Por fim, a importância da pesquisa em tecnologia assistiva é destacada a fim de favorecer indicadores de melhora na reabilitação e, no sentido clínico, maior possibilidade de independência no desempenho ocupacional desses pacientes.

PALAVRAS-CHAVE: Terapia ocupacional; Traumatismos da medula espinal; Reabilitação; Equipamentos de auto-ajuda.

Fonte: Rev. Triang.: Ens. Pesq. Ext. Uberaba - MG, v.3. n
Autor: Daniel Marinho Cezar da Cruz; Maria Teresa Augusto