Vita Hábil - Soluções em Reabilitação

Artigo
A+ A-

26/08/2012

Avaliação da mobilidade física como fator preditor de quedas

Avaliação da mobilidade física como fator preditor de quedas

 

 

RESUMO

A mobilidade física é umas das principais variáveis preditoras do risco de quedas e sua avaliação contínua é imprescindível. Esta pode ser realizada por instrumentos tecnológicos como escalas e testes, que subsidiam as ações de profissionais como, por exemplo, o enfermeiro. Objetivou-se analisar os instrumentos que avaliam a mobilidade e que foram utilizados em teses e dissertações, categorizando os dados referentes à metodologia, aos resultados e às limitações. A busca foi realizada no Portal Domínio Público e no Banco de Teses da Capes em outubro e novembro de 2009. Foram identificados treze trabalhos, desenvolvidos nas regiões Sul e Sudeste, em sua maioria dissertações e estudos transversais que tinham como alvo a população idosa. Encontraram-se sete instrumentos, dos quais a escala de equilíbrio de Berg foi a mais aplicada, apesar das limitações. Todos os instrumentos apresentaram correlações estatísticas significativas quanto à identificação dos problemas de mobilidade como fator de risco para quedas. Não obstante, é contínua a necessidade de estudos com maior rigor metodológico e com populações diferenciadas.

Fonte: Cienc Cuid Saude 2011 Abr/Jun; 10(2):401-407
Autor: Costa AGS, et al.